Pra Escrever um Livro

Muita gente sai do país por turismo, tem gente que sai em busca de um sonho e ainda tem aqueles que saem por não ter outra opção. Hoje estou colocando aqui o email do meu amigo Decarlos.

O cara saiu do Brasil rumo à Nova Zelândia em busca de crescimento e realização, profissional e pessoal. Dois anos depois o resultado tá ai. O que segue é o email que ele mandou à algumas pessoas na íntegra. Pra quem tiver interesse em ler, vale à pena.

Aos meus amigos

Sei que tenho sido um filho ingrato e que nao tem mandado noticias muito frequentemente mas vou tentar dar update de tudo que rolou na minha trip ate hoje, prepara o folego que sao mais de dois anos.

A minha chegada na Nova zelandia foi sulreal, eu que sempre sonhei em fazer uma trip internacial de mochila nas costas tava vendo o meu sonho se realizar tudo novo e diferente, desci em Aucland, a maior cidade da NZ, onde nas ruas se ve muito mais asiaticos do que qualquer outra raca. Fiquei hospedado por duas semanas em um backpac(albergue), muito dez, conheci gente de todos os lugares do mundo, gente como eu que estava se aventurando numa trip pela primeira vez e muita gente ja tava na trip a muito tempo. Certa noite convoquei todos que dividiam o quarto comigo pra degustar uma caipirinha, isso mesmo juntei a grana com a galera e fui pro super, quase tive um treco, o quilo do limao era absurdamente caro tipo 20 dolares o kl, mas caipira sem limao nao e caipira, comprei tudo e na noite fiz um monte de caipira, a alegria foi geral.

Na metade do primeiro mes sai do backpac e fui morar em uma casa com dois gringos, umas figuras. Isso foi muito bom pra dar uma soltada no meu ingles. Na mesma semana consegui um trabalho pra lavar pratos em um restaurante perto da minha casa, meu primero trampo overseas lavando pratos eu tava muito orgulhoso e contente, na primeria noite e nas outras que se seguirao era todo o restaurante me xingando por que nao tinha panelas limpas nao tinha pratos nao tinha nada limpo, tudo sujo e eu no meio tentando limpar mas sem a manha nao tava rolando. Foi quando na segunda semana de trabalho pintou um outro cara pra trabalhar comigo, um velho chines chamado Charli, numca vi um cara lavar tanto prato e tao rapido o china era uma maquina, aprendi muito com ele. A vida ja tava show, morava com gringo, melhorava meu ingles ja tinha um trampo pra pagar as contas e ja tava mandando curriculos pra ver se rolava um trampo na area. Foi quando numa festa conheci uma loira linda que logo depois veio ser a minha namorada, foi tudo de bom, conhei quase todo o pais viajando com ela foi d mais.

Mas o tempo tava passando e eu ja estava a 5meses trabalhando no restaurante agora eu ja tinha passado de lavador de pratos a mestre de sobremesas e agora ja fazia pissas, so que essa vida ja tinha passado do meio limite eu nao aguentava mais a vida no restaura, tava deprimido trabalhando pra caralho e so me fudendo foi quando a minha namorada acabou comigo…ehhheheheeh essa parte foi show acho que numca tinha chegado tao no fundo do poco antes tudo que eu tinha a minha volta, a familia dela o circulo de amigos tudo acabou. Fiquei mal pra caralho por um bom tempo nessa epoca trabalhava das 7 da manha ate as 4 da tarde tinha uma hora de break voltava as 5 ate hora de fechar la pela meia noite, 6 dias por semana. Muito foda, e nada de rolar um trampo na area. So que um dia acordei e me dei conta que a minha vida tava um lixo e o sonho da trip internacional tinha virado um pesadelo, ja comeca a botar na balanca se tinha valido a pena largar tudo e coisas do tipo.

E foi numa numa noite depois de fechar a cozinha enquanto eu tomava uma ceva com os outros chefes de cozinha comecei a trocar uma ideia com Mohamed, gente muito fina, o cara me falou uma coisa que fez toda a diferenca. O cara chega e me fala assim, tu sabe por que eu sou chefe hoje ? Na hora pensei pra min, por que tu nao teve outra opcao, mas na hora disse que nao, o cara me olhou e disse assim…Por que eu numca desisti, eu nunca desisti de ser chefe e nao foi facil chegar aqui, se tu realmente quer alguma coisa nao desiste tenta de novo e de novo e mais uma vez. Aquilo foi como um schok pra min eu que odiava aquela vida recebendo uma moral de alguem que amava oque pra min era um lixo.

Foi ai decidi tomar outro rumo, apertei o butao do foda-se. Como so tinha um dia de folga na semana que era quinta feira, comecei a sair todas as quintas feiras sempre indo em diferentes lugares ate descobrir a balada perfeita pra quinta, e nao demorou muito pra eu voltar a ativa e botar a minha trip no rumo certo novamente, comecei a fazer novos amigos, conhecer gente e finaly coloquei myself together, dai pra frente a minha vida so mudou, e nao demorou muito pra rolar o meu primero trampo na area.

Apos ter feito uma bateria de entrevistas com a agencia recebi a noticia que tinha sido selecionado para a intrevista final no cliente, isso aqui representa emprego certo, dai o cara da agencia me fala assim “So tem um porem a vaga nao e pra Aucland e para Tauranga, uma cidade a 3hs, na beira da praia” hehehehe esse noticia foi como encontrar a calmaria apos a tempestade, obvio que topei na hora, fiz a entrevista no cliente peguei a vaga e nao muito tempo depois ja estava morando na praia, sonho total de consumo uma praia linda com o unico reef artificial da NZ altas ondas. Minha vida mudou completamente agora tinha grana para entrar pela porta da frente dos restarantes e fiz muito isso sem duvida foi onde realmente tive a opurtunidade de levar uma vida social do caralho frequentando so os melhores restaurantes e festas da cidade num pais de lingla inglesa e morando numa praia com altas ondas, A trip mudou completamente.

Fiz muita festa sai literalmente da casinha, foi quando no meio do ano decidi que nao iria mais para o brasil no final do ano entao comprei uma passagem pra minha mae vir me ver em novembro isso era tipo agosto em outubro a .empresa onde eu trabalhava decidiu quebrar o contrato por que alguns dos projetos tinham acabado e nao tinha mais trabalho pra min. Dae fudeu de novo. A casa caiu, isso significava ficar sem visto e com isso a minha mae nao poderia entrar no pais pois ela estava vindo atraves do meu visto..

Fiz uma pressao e negociei com a empresa pra trabalhar 2 dois na semana, eles toparam. Novembro minha mae chegou foi alucinante um ano sem ver ela e agora eu tava na posicao de dar uma trip internacional uma coisa que ela numca tinha experimentado. Assim que ela chegou coloquei a velha no carro e saimos a viajar o pais, da maneira mais roots possivel, mapa, barraca, sacos de dormir, fogareiro e chimarrao foi sem duvida uma das melhores experiencias que tive com a minha mae ate hoje, a trip nos aproximou novamente e fez com que os 15000km e todo tempo que eu tinha passado sem ver ela nao me afetacem mais, foram 3semanas viajado o pais de ponta a ponta curtindo e se deslumbrando com as belezas que se ve por aqui.

Final de novembro a minha mae voltou pro braza, no comeco de dezembro cai na estrada e fui pra capital do pais Wellington pra fazer umas entrevistas em 3dias fechei com a empresa que trabalho hoje, foi muito bom, a sensacao de alivio pairava novamente, ja tinha um novo visto e so comecaria a trabalhar em fevereiro. Voltei pra casa e curti ao maximo o mes de dezembro na praia.

O natal foi na casa da familia do meu flatmate em Hamilton, foi irado passar o natal com uma tipica familia Kiwi, com todos os custumes, diferentes comidas e tudo mais, o melhor de tudo foi a parada de tomar champanhe no cafe da manha no dia de natal fiquei locao o dia inteiro foi dez.

Dia 26 voltei pra casa peguei o carro catei uma namoradinha que eu tinha na epoca e fomos pra Gisborne uma pra muito show, seria o primeiro lugar do planeta a receber os primeiros raios de sol do ano de 2007, irado. Chegando la procurei achar informacoes sobre um lugar chamado luyselells, uma praia praticamente deserta que pouca gente sabia. Na real nem eu tinha certeza se a praia existia, pois nao constava no mapa e eu tinha ficado sabendo sobre isso a um tempo atras numa festa onde todo mundo tava locao, em fim fui atras e foi foda de achar, ficava a uns 40km ao norte de gisborne, fomos achar o lugar quase no final do dia. Isolado pra caralho, sem banheiro, celular nada, algumas familias acampadas ali, achamos um lugar perfeito de frente pra praia onde ficamos ate o ano novo de 2007, foi magico no dia 31 Anderson Ferrari quem conhece sabe, chegou de fiji e se tocou pra la, eu nao botava fe que o cara ia aparecer mas chegou, as 10 da noite do dia 31, nao sei como o cara achou o lugar, com ele vieram mais algums amigos que eu conheci no tempo que morei em auckland e agora ja tava todo mundo da beira de uma imensa fogueira com uma lua gigante liminando a praia. Assim foi a minha virada de ano em 2007 na beira da praia num lugar magico com grandes amigos..

Na metade de janeiro mudei pra Wellington onde comecei na nova empresa, wellington e do caralho sem duvida a melhor cidade da NZ pra se morar, super evoluida com muita mulher, e muita vida social. Me achei aqui muita festa muita festa, conheco muita gente e boa parte da cidade quando fica sabendo que vai ter festa na minha casa vem em peso por que o bixo pega.

Fiz uma trip pra australia esse ano, fui pra Sydney foi muita bala cair na trip novamente pois aqui apesar de todos os finais de semana ir pra um lugar diferente tudo ja e meio que rotina sem muitas novidades ate por que ja andei por quase tudo por aqui, muitas vezes ja tive em lugares aqui que a maioria das pessoas que moram aqui numca ouviram falar,

Concerteza nessa tempo todo que passei por aqui posso dizer que vivi todas as emocoes ao extremo, da alegria a tristeza, da ralacao a marezia tudo valeu a pena, e se nao bastasse isso tudo acabo de receber a noticia de que a minha aplicacao para residecia foi aprovada jundo a imigracao, to indo pro brasil com duplo passaporte to feliz pra caralho, antes de sair do brasil eu falei ” Se me deixarem entrar la vai ser foda de me tirar la…heheheh agora tai”.

Agora to na contagem regreciva pra ver todo mundo ai, sem nocao dois anos desligado de tudo, sinto falta do churras, do cavanhas, da polar, da original, dos tiros no bongo, da mulherada de poa, cansei de comer carne brancai, cara minha familia putzzz nao vejo hora.

Espero poder reencontrar todos quando estiver por ai pra tomar todas e colocar a conversa em dia. Sei que muita gente nao ta nesse email mas se quiserem repassar pros mais chegados ta valendo.

To chegando dia 16 de dezembro a principio as 18:55

Grande abraco a todos do seu amigo de sempre

Decarlos

cheers