Acompanhando a Copa do Mundo

Acompanhar a copa do mundo aqui no Japao eh meio dificil.
Os dois primeiros jogos da selecao Brasileira foram as 3 da manha. No primeiro eu nao consegui acordar e pra garantir que ia conseguir assistir o segundo jogo, montei acampamento na sala. Meu plano: colocar o baby monitor no quarto das criancas e dormir na sala ateh o inicio do jogo.

Como todo plano, isso funcionou muito bem no papel.
Faltou o levantamento de riscos e plano de mitigacoes.

Por volta de uma da manha, meu pequeno (com 5 meses), comecou a tosir muito. Apesar do calor que faz aqui em Tokyo durante o dia, a temperatura varia muito pela manha e pela noite e como resultado estamos todos com nariz entupido, dor de garganta e com tosse. O problema eh que o pequeno ainda nao rola e sempre que tosse muito vomita.

Papai aqui comecou um plano de emergencia. Senti como se fosse um Trouble Ticket entrando andes do deploy.
Subi correndo as escadas para acudir o pequeno antes que a maior (com 1 ano e 11 meses), acordasse e colocasse todo o projeto em risco de rollback.

Entao seguimos um procedimento padrao para remediar a situacao: (1) bebe para baixo na sala com papai e mamae.
(2) utilizando um sugador de catarro (isso mesmo!!! sugador de catarro!!!), limpo os orificios nazais do bebe (3) mamae decide dar leite para o pequeno.
(4) bebe dorme tranquilo

Finalmente… projeto nos trilhos novamente. ou nao?

Entre o passo 3 e 4, perdi um membro importantissimo do projeto.
Mamae se “enfadou” e abortou o projeto. Decidiu subir e dar leite para o bebe no quarto, o que significava “no snacks” durante o jogo.

Projeto em situacao critica.
2 da manha, sem comida, sozinho… mas pelo menos a principal entrega ia acontecer sem atraso: ver o jogo.

Ledo engano…

2:30, a maior comeca a ter pesadelos 8-|
Papai aqui sobe as escadas correndo, encontra mama furiosa porque “demorei muito” e o bebe estava acordando de novo. Nesse momento apertei o botao panico: Peguei a maior no colo e desci pra sala.

Jah eram 3:20… jogo quase comecando…
Esse projeto vai ter um final feliz????

Apos a menina se acalmar, sentamos os dois no sofa.
Ela parecia entender a gravidade da situacao. Era como aquele developer que entra as pressas no projeto, sem saber direito o que esta acontecento, senta no seu cube e faz o que foi requisitado sem pestanejar. Era isso que esse projeto estava precisando: Um “team player”, nao um heroi.

Ficamos os dois juntos assistindo o jogo.
Claro que minha maior comeu tudo o que estava ao redor. Metade do primeiro tempo eu estava espichando o pescoda lah da cozinha pra olhar a TV enquanto buscava comida pra ela. Mas no final tudo terminou bem.

O projeto foi um sucesso e todos os “deliveries” entregues:
(1) vi 100% do jogo
(2) nao tivemos “snacks” mas “beliscamos” o tempo todo
(3) nao assisti o jogo sozinho.

Agora, o unico problema (como em todo projeto problematico) eh recuperar as horas de sono perdidas.
Eu estava esperando que a maior fosse dormir por volda das 5 da manha pra que eu tivesse 2 horas de sono antes de vir trabalhar, mas isso nao aconteceu. Ela estava desperta ateh a hora em que eu sai de casa.

O jeito eh tomar cafe… bastante cafe…
E fazer uma boa sessao de “lessons learnt” antes de engajar no proximo projeto.🙂

3 thoughts on “Acompanhando a Copa do Mundo

  1. Lo más importante es que pudiste ver el partido y que Brasil ganó. Aunque me imagino que debiste haber tenido un día duro en el trabajo sin haber dormido nada. Gajes del oficio de ser papá. A propósito, un poco tarde pero, Feliz día del padre!

  2. Isso aê Abu, está saindo um pai dos bons meu velho. Pelo menos muito melhor que os pais da maioria dos meus pacientes (sugador de catarro hoje é produto internacional, que bom).
    Abração,
    E vamo seleção canarinho.
    Edu

  3. Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii esse post!!
    Paizão de mão cheia… o melhor é que no final tudo sempre dá certo!
    Bjo Lindo!

Comments are closed.